dscn1719_orig.jpg
turtle (5).png

PROJETO PROTARTA

Projeto em parceria com:

mblogo-1.png

Avaliação ecologica e de saúde de espécies de tartarugas marinhas.

Uso de transmissores satelitais para avaliar migração

Dados de genética mostram que há mais de 12 diferentes sítios de origem das juvenis de tartarugas-verde que se agregam para alimentação no Paraná

O projeto “ProTarta – Ações integradas em prol da conservação das tartarugas marinhas no Paraná” é uma ação conjunta entre a UFPR e a Associação Mar Brasil e conta com recursos do projeto Rebimar, financiado pela Petrobras.

- As tartarugas-verde que chegam no Paraná tem entre 2-16 anos (já temos publicação sobre isso e atualmente estes dados são atualizado na interface com o Projeto de Monitoramento de Praias da Bacia de Santos (PMP-BS);

- Comparando alimentação (áreas e posição trófica) por meio de análise de dieta e isótopos estáveis, as tartarugas da captura intencional são mais residentes e já tem sinal costeiro; já as oriundas de encalhes (obtenção de animais resgatado pelo PMP-BS) apresentam maior diversidade de dieta e tempo de permanência na costa - ou seja, possivelmente também estão expostas a riscos e ameaças diferentes (paper submetido e outros em desenvolvimento; tese em andamento);

- As tartarugas capturas para análise apresentam alta prevalência de fibropapilomatose, doença indicada como relacionada a degradação de ecossistemas ( tem artigo publicado e outro em andamento);

- A população da Ilha das Cobras, onde fazemos as capturas, é de aproximadamente 200 tartarugas-verde/ano, mas a sobrevivência é influenciada pela fibropapilomatose (dissertação em andamento); 

- Conhecemos e mapeamos áreas prioritárias  para conservação da espécie no Paraná  (já tem paper publicado e outro em construção da dissertação em andamento);

- Avaliamos os encalhes no espaço e no tempo, causas relacionadas e potenciais impactos para todas as espécies de tartarugas (paper publicado e dissertação em andamento) ;

- Estamos avaliando doenças mais comuns e problemáticas na saúde e impactos nas tartarugas-verde (papers em andamento);

Projeto com participação direta das alunas:

Luciana Gama, Tawane Nunes, Gabriel fonseca; Ângela Zaccaron, Caroline Machado,além da participação do Mário, Ana Júlia, Carol  e Liana (pmp); da Isabela, prof Ana Bracarense e prof Fernanda da UEL; e da Daphne, Laura e Mariana como pesquisadores externos