Baleia-jubarte morta é avistada na praia de Matinhos

As equipes do LEC e da Prefeitura de Matinhos se mobilizaram para atendimento


Foto: Divulgação/PMP-BS/LEC-UFPR


Na manhã dessa terça-feira, 06, uma baleia-jubarte (Megaptera novaeangliae) foi avistada no mar do Balneário Guacyara, em Matinhos. A equipe do Laboratório de Ecologia e Conservação (LEC) da UFPR, via Projeto de Monitoramento de Praias da Bacia de Santos (PMP-BS), em parceria com a prefeitura da cidade, se mobilizou para realizar os procedimentos necessários.


Devido à maré alta, a equipe do LEC precisou de maquinário para auxiliar o deslocamento do animal até área próxima à restinga, mais seca, distante da ação das marés. Com a baleia reposicionada, foi feito isolamento da área para início da necropsia e demais análises. Ainda não há indícios suficientes para determinar o motivo do óbito.


A jubarte de cerca de 6,5 metros de comprimento é um macho juvenil em avançado estágio de decomposição. Após a coleta dos materiais biológicos para análise, a carcaça da baleia foi enterrada em parceria com a Prefeitura de Matinhos, conforme protocolo de atendimento ao encalhe de animais marinhos no Paraná (PRAE), que conta com o IBAMA, IAT e SEDEST, além de prefeituras e da UFPR.


No Paraná, este é o segundo encalhe da espécie confirmado neste ano. “Baleias-jubarte são comumente avistadas na costa brasileira. Nesta época, migram das regiões de alimentação para reprodução no nosso litoral, em especial a região do litoral sul da Bahia.” comenta a bióloga Liana Rosa.



Sobre o PMP-BS


O Projeto de Monitoramento de Praias da Bacia de Santos (PMP-BS) é uma atividade desenvolvida para o atendimento de condicionante do licenciamento ambiental federal das atividades da Petrobras de produção e escoamento de petróleo e gás natural na Bacia de Santos, conduzido pelo Ibama.


Esse projeto tem como objetivo avaliar os possíveis impactos das atividades de produção e escoamento de petróleo sobre as aves, tartarugas e mamíferos marinhos, através do monitoramento das praias e do atendimento veterinário aos animais vivos e necropsia dos animais encontrados mortos.


O projeto é realizado desde Laguna/SC até Saquarema/RJ, sendo dividido em 15 trechos. O LEC/UFPR monitora o Trecho 6 (Paraná), compreendido entre os municípios de Guaratuba e Guaraqueçaba.


Ao encontrar animais marinhos debilitados ou mortos nas praias paranaenses é possível acionar a equipe do PMP-BS/Laboratório de Ecologia e Conservação (LEC) do Centro de Estudos do Mar (CEM) da UFPR pelo 0800 642 33 41 ou pelo whatsapp (41) 9 92138746.